Quais países são exemplos a seguir em relação à fatura electrónica?

pt Lisboa, 20 de novembro de 2019

A fatura eletrónica oferece muitas vantagens e benefícios para as empresas. Porém, a incerteza é geralmente o principal motivo pelo qual a fatura eletrónica não é utilizada em 100% das empresas do mundo.

Por outro lado, a fatura eletrónica traz grandes benefícios fiscais para os governos e por esta razão, segundo o nosso Estudo sobre a Situação da Fatura Electrónica no Mundo, 30% dos países decidiram implementar a obrigatoriedade em relação à faturação eletrónica.

México e Brasil, exemplos em massificação da fatura eletrónica no mundo

O Brasil implementou o seu modelo de fatura electrónica em 2005 e, desde então, tornou-se um exemplo a seguir para todos os países que desejam implementar a fatura eletrónica. O primeiro país a seguir esse exemplo foi o México, que, em 2011, estabeleceu a obrigatoriedade de operar com faturas eletrónicas.

Atualmente, o Brasil e o México têm os sistemas de faturação eletrónica mais consolidados do mundo; nos dois países, a fatura electrónica é utilizada praticamente por 100% das empresas.

Outros exemplos de sucesso da fatura eletrónica no mundo

Na Europa, a Itália é a grande referência de faturação eletrónica devido à obrigatoriedade tanto no âmbito B2G (desde 2014) quanto no âmbito B2B (desde 2019). O seguinte país em implementar a obrigatoriedade em B2G foi a Espanha (em vigor desde 2015), onde os subcontratados do Estado também estão obrigados a faturar eletronicamente. Finalmente, espera-se que Portugal seja o próximo país a implementar a fatura eletrónica obrigatória no âmbito B2B, a partir de abril de 2020.

Na Ásia, também existem casos de obrigatoriedade em B2G, como Cingapura ou China; e no B2B, como na Coreia do Sul. Na África, os únicos países que atualmente têm uso obrigatório são Tunísia e Angola; enquanto na Oceânia, só Fiji implementou a obrigatoriedade.

O outro lado da moeda

Embora os benefícios da fatura eletrônica sejam incontestáveis, tanto para as empresas quanto para os governos, atualmente, 37% dos países do mundo não utilizam faturas eletrónicas e de 63% de países que a utilizam, poucos são os que a implementaram em 100% das empresas.

As razões pelas quais muitos países que foram forçados a adiar a fatura eletrónica obrigatória são múltiplas: técnicas, econômicas, sociais, etc. Alguns exemplos recentes dessas situações são a Bolívia ou o Chile. Na Bolívia, a fatura eletrónica, que deveria ter sido implementada em março deste ano, teve que ser adiada para agosto. Enquanto no Chile, estava previsto que a faturação eletrónica entrasse em vigor em outubro, porém finalmente foi adiada até 17 de janeiro de 2020.

 

Obtenham mais informações

Fatura Eletrónica em Portugal

Please publish modules in offcanvas position.