As Administrações Públicas portuguesas criam diferentes pontos de entrada de faturas eletrónicas

pt Lisboa, 26 de março de 2019

Os esforços de Portugal para estabelecer a fatura eletrónica B2B e a entrada em vigor, no próximo dia 18 de abril, do regulamento da União Europeia que obriga as administrações públicas dos países membros a utilizar um formato comum de fatura eletrónica em todas as contratações públicas, impulsionaram a criação de diferentes pontos de entrada de faturas eletrónicas em diferentes administrações, entidades e Autoridades Públicas Portuguesas.

A ideia inicial do Governo era que a Entidade de Serviços Partilhados da Administração Pública, I.P. (eSPap), fosse o primeiro e único portal de entrada, no entanto, tal como aconteceu noutros países europeus, os pontos de entrada das faturas emitidas às AP multiplicaram-se durante os últimos meses.

Apesar do grande problema de conectividade que constitui para as empresas o aparecimento de vários pontos de entrada em Portugal, felizmente, esta multiplicação de pontos de entrada de faturas eletrónicas partilha o mesmo formato, o CIUS-PT, baseado no modelo UBL 2.1., que foi definido pela legislação portuguesa para funcionar eletronicamente com a administração pública, independentemente do ponto de entrada da fatura. Deste modo, os novos pontos respeitam os modelos estabelecidos pelo regulamento do país com o objetivo de facilitar as transações eletrónicas, simplificando a emissão de faturas por parte dos operadores.

A SERES trabalha há meses com as empresas obrigadas a emitir faturas eletrónicas às A.P. para ter tudo em ordem, de forma a permitir aos clientes cumprir todos os requisitos regulamentares e técnicos estabelecidos pela DGCI (Direção Geral dos Impostos) e a compatibilidade total com os diferentes pontos de entrada. Em Portugal, a nossa experiência começou por oferecer os nossos serviços aos clientes de Espanha em Portugal e, desde 2012, que a SERES tem uma presença direta no país com um escritório em Lisboa. A SERES foi um dos primeiros operadores de fatura eletrónica em Portugal e a nossa solução para o SAF-T encontra-se certificada pela Autoridade Tributária e Aduaneira. Como acontece noutros países, a nossa vocação é ser um parceiro ativo tanto das A.P. portuguesas como das empresas, ao colaborar no sucesso desta transformação tecnológica.

 

Obtenham mais informações

Fatura Eletrónica em Portugal